rp_virus-android-sequestrador_2014-06-17.jpg

Vírus é capaz de sequestrar celulares Android

Vírus que invade o celular é capaz de encriptar informações e cobrar pelo resgat do aparelho

Trojan invade celulares com Android e impede seus usuários de acessar o sistema

Um novo e destrutivo vírus foi descoberto por uma empresa de segurança digital. O programa malicioso é capaz de sequestrar o celular, impedindo que o usuário tenha acesso a seus arquivos e fotos.

O trojan está disfarçado como aplicativo adulto e quando baixado escaneia o cartão de memória em busca de arquivos de imagem. Arquivos como jpeg, jpg, png, bmp, gif, pdf, doc, docx, txt, avi, mkv, 3gp e mp4 são capturados pelo vírus que utiliza o sistema AES(Advanced Encryption Standard) para criptografá-los.

O golpe batizado como Android/Simplocker já havia sido registrado uma vez na Austrália, só que em aparelho com sistema iOS. E como todo sequestro, há um pedido de resgate que aparece para o usuário em forma de alerta, informando que ele foi bloqueado por ter sido flagrado vendo ou baixando pornografia infantil.

Caso o usuário queira reaver seus arquivos terá que desembolsar US$ 21 (cerca R$ 49), num prazo máximo de até 24 horas. Os autores do golpe ameaçam ainda excluir os arquivos caso não recebam o resgate através de depósito pelo MoneXy. O valor é diferente caso o sistema seja iOS, e pode chegar a R$ 230.

Apesar de já descoberto o vírus, a localização e punição aos responsáveis são tarefas difíceis, uma vez que seu servidor está registrado sob domínio TOR.Onion que garante o anonimato dos responsáveis.

O registro de ataque foi feito na região da Rússia e Ucrânia. Apesar de as aparições terem sido restritas a estas regiões, é importante que as pessoas se previnam com atitudes simples como evitar baixar apps não listados na Google Play Store e ter o Psafe Total Android instalado.