WhatsApp acaba com 10 milhões de linhas no Brasil

Ligações e facilidade para trocar mensagens via WhatsApp geram queda no setor de telecomunicação.

Atualmente é fácil encontrar um sinal de Wi-Fi em qualquer estabelecimento. A junção internet + smartphone tem facilitado muito a vida de quem corre de um lugar ao outro e o sinal livre faz com que o usuário economize na hora de conectar-se. Porém, o que pode ser uma vantagem para o cliente tem causado preocupação nas operadoras de telefonia móvel do país.

Em 2015, mais de 10 milhões de linhas telefônicas deixaram de existir no Brasil. O efeito da crise econômica tem sua participação no problema, porém o WhatsApp – app de conversação – também conta com sua porcentagem de culpa. As operadoras reclamam que os clientes preferem usar a internet para se comunicar e não fazem mais ligação.

Já os clientes destacam que economizam na tarifa pagando apenas pelos dados de internet. Atualmente, custa mais caro ligar para operadoras diferentes da contratada pelo usuário.

De acordo com a ANATEL, o número de linhas telefônicas no país caiu em 3%. Este número corresponde ao total de linhas existentes em países como Bolívia e Portugal, por exemplo.

A nova geração não usa o celular para ligar

O diretor de uma das operadoras que domina o setor no Brasil diz que há uma nova geração que prefere usar os novos aplicativos a fazer ligações. Comunicar-se por mensagem é mais rápido, prático e econômico atendendo bem às necessidades das gerações mais novas.

As operadoras questionam que o app não paga tantos impostos e não deveria substituir as ligações sem ser cobrado pelo poder público. Elas não concordam que o WhatsApp seja isento do mesmo nível de taxas já que exerce uma concorrência direta. Aparentemente esta discussão ainda vai render muito, já que nada foi resolvido quanto a isso.