30_10_Wi-Fi-sem-senha-é-confiável

Rede Wi-Fi sem senha é confiável?

Confira algumas dicas para prevenir ataques ao seu dispositivo quando se conectar a uma rede Wi-Fi sem senha ou aberta!

Quem nunca ficou feliz ao encontrar uma rede Wi-Fi sem senha de bobeira por aí? Apesar de muitas vezes elas serem disponibilizadas por estabelecimentos seguros, é necessário tomar alguns cuidados para não comprometer suas informações pessoais e, até mesmo, todo o dispositivo. Como elas possuem menos camadas de segurança que as conexões com senha, elas podem expor os seus dados para possíveis hackers e propiciar a transferência de vírus e malwares ao seu dispositivo.

Quer tornar a sua experiência de navegação mais segura em redes Wi-Fi sem senha? Fique atento às dicas abaixo e proteja-se!

Não acesse bancos ou contas pessoais

Evitar acessar sites em que você insere ou armazena dados pessoais é praticamente crucial durante o acesso a uma rede aberta. Por conta das grandes vulnerabilidades e falhas de segurança desse tipo de conexão, hackers podem facilmente monitorar as suas atividades e roubar informações e arquivos que julgar conveniente.

E o pior é que já existem vários tutorais na internet ensinando usuários comuns a realizar essa ação, expandindo ainda mais as possibilidades de novos criminosos fazerem mal-uso dessas brechas. Dessa forma, é imprescindível preservar o acesso a sites de compras online, redes sociais, e-mails ou internet banking apenas para o 3G/4G ou redes realmente protegidas.

Confirme se a rede é verdadeira

Fique atento se o Wi-Fi em que você está se conectando não é falso. Muitas vezes, hackers utilizam nomes de restaurantes ou outros estabelecimentos públicos para enganar os usuários. Assim, logo que você se conecta, ele já passa a monitorar suas atividades com intenção de sequestrar seus dados. Nesse caso, é sempre válido verificar com o local se realmente há internet disponível.

Instale um antivírus

A maior parte dos antivírus é capaz de informar aos usuários imediatamente se a rede em que ele está se conectando é insegura. Um exemplo é o PSafe Total, que, como afirma o analista de segurança, Ricardo Coutinho, ainda é capaz coibir uma ação maliciosa realizada por um hacker. “Uma vez conectado a uma rede não segura, o dispositivo estará vulnerável a ataques e malwares podem ser transferidos. Como o PSafe Total conta com vários métodos de detecção capazes de informar o usuário e tratar possíveis vírus, ele contará com uma defesa contra a ação maliciosa”, afirma Coutinho.

Mantenha o seu sistema operacional atualizado

Uma outra dica importante é manter sempre o seu sistema operacional atualizado. Os desenvolvedores responsáveis, com frequência, criam atualizações com foco na reparação de novas falhas de segurança. Com isso, será mais difícil um hacker, por exemplo, encontrar meios de explorar mais a fundo o seu dispositivo durante o acesso a uma rede Wi-Fi sem senha.

No caso do Android, para verificar se há novas atualizações, é só acessar Configurações > Sobre o telefone > Atualização do sistema.

Informe ao sistema a conexão à rede pública

Por fim, se você está acessando a rede aberta por um computador, é importante indicar ao sistema operacional que a conexão utilizada no momento é pública e não privada. Esse questionamento costuma aparecer automaticamente pelo sistema assim que você se conecta a uma rede nova. Ao indicar que a rede é pública, ele conseguirá coibir o acesso por qualquer outro membro conectado à rede ao seu computador e seus arquivos.