RansomExx: vídeo mostra como ocorre o ataque hacker que vitimou gigante do varejo brasileiro

Vídeo demonstrativo simula duas situações: dispositivo sendo invadido pelo ransomware RansomExx sem proteção e uma tentativa em aparelho protegido.

Nos últimos meses, uma prática criminosa chamada ransomware tem se tornado cada vez mais comum no mundo, com a estimativa de um ataque a cada 11 segundos. Trata-se de um malware que sequestra dados de uma empresa e as criptografa, tornando-os inacessíveis e, para recuperá-los, os criminosos cobram resgate financeiro altíssimos.

O caso mais recente noticiado atingiu uma gigante brasileira e foi provocado pelo RansomExx. Mas, afinal, como ele funciona? Para entender melhor, a PSafe fez uma demonstração em vídeo do momento em que o computador é atacado, simulando duas situações: um dispositivo sem proteção e outro, com sua solução de segurança corporativa, dfndr enterprise, que detecta e bloqueia estes ataques.

Marco DeMello, CEO da PSafe, ressalta que os criminosos têm reinventado a forma com que aplicam estes ataques. “No passado, a criptografia dos arquivos era o ápice do ataque. No entanto, as empresas entenderam que ao fazer o backup dos arquivos, diariamente, ou até em tempo, estariam protegidos contra esta ameaça. Hoje em dia, os criminosos buscam uma vulnerabilidade nos sistemas, inserem um ransomware e passam dias camuflados copiando dados corporativos sensíveis. Só depois de ter tudo devidamente copiado é que os criminosos iniciam a criptografia das máquinas. Com isso, eles visam extorquir as vítimas várias vezes, primeiro para liberar o acesso aos servidores e dispositivos, depois para evitar que os dados sejam vendidos na Deep Web”, explica.

E como a proteção funciona em relação ao ransomware?

Baseado em inteligência artificial, o dfndr enterprise bloqueia automaticamente ataques de ransomware, além de outras ameaças causadoras dos vazamentos de dados, como outros malwares e phishings.

Desenvolvida para caber no orçamento de qualquer empresa, inclusive aquelas que não possuem equipe de segurança dedicada, a solução ainda disponibiliza, gratuitamente, o verificador de dados, que identifica, em segundos, se os colaboradores já tiveram logins e senhas vazados.

Assista ao vídeo:

Sobre o Grupo CyberLabs

O Grupo CyberLabs é o líder em I.A. e cibersegurança na América Latina, desenvolvendo com tecnologia de ponta em reconhecimento facial e de voz para autenticação biométrica sem bias racial, gerando uma tecnologia compatível com a diversidade e a miscigenação da população brasileira.

Por meio da unidade de cibersegurança PSafe, opera o maior app de segurança da América Latina, o dfndr security, bem como o dfndr enterprise, uma plataforma de SaaS para proteção de pequenas e médias empresas contra hackers e vazamento de dados.

Sobre a PSafe

A PSafe é a unidade especializada em cibersegurança do grupo CyberLabs. Possui em sua base de dados mais de 15 bilhões de credenciais vazadas e ameaças distintas, utilizadas para proteção preditiva proativa a dispositivos pessoais e corporativos, que é capaz de detectar e bloquear golpes virtuais em menos de um segundo, utilizando técnicas avançadas de análise comportamental, heurística e inteligência artificial em tempo real.