rp_glass-pensar_2014-08-22.jpg

Aplicativo controla o Google Glass com a força do pensamento

Tecnologia pode ajudar no futuro as pessoas com a mente sã, mas impossibilitadas de se locomover ou falar

Tecnologia pode ajudar no futuro as pessoas com a mente sã, mas impossibilitadas de se locomover ou falar

O controle de um computador acoplado a um par de óculos com comando de voz, como o Google Glass, já parece invenção de filme de ficção científica. Agora, imagine exercer esse tipo de controle com a mente?

A empresa britânica This Place lançou um aplicativo de código aberto chamado MindRDR para Google Glass. Associado a um headset com o sensor Neurosky EEG, ele cria um sistema de comunicação por ondas cerebrais. Segundo seus criadores, através desse recurso o usuário poderá, por exemplo, tirar fotos com o poder do pensamento para depois compartilhá-las nas redes sociais.

De acordo com informações fornecidas para a imprensa, o Neurosky consegue identificar as ondas cerebrais relacionadas ao foco, enquanto o aplicativo as traduz. Quando o usuário coloca maior foco num alvo, o aparelho entende o recado e aciona o aplicativo para que seja tirada uma foto daquilo que a pessoa está vendo. Ao focar um pouco mais, o produto recebe um novo sinal e compartilha a imagem nas redes sociais.

A This Place colocou o sistema de código aberto no Github para que desenvolvedores possam avançar e criar outras funções para o aplicativo.

Além de dar uma nova funcionalidade ao Google Glass, a expectativa dos criadores do aplicativo é que ele ajude pessoas que estão paralisadas ou que sofrem da síndrome de encarceramento. Esta ocorre quando alguém está consciente, mas não pode se mover ou se comunicar.