nymi band

Banco utiliza batimentos cardíacos como senha

Já é comum usarmos senhas, códigos e digitais para aumentar a segurança nas transações bancárias, mas a novidade é o batimento cardíaco. Conheça o futuro

Imagine o seu coração se tornando a chave para você ter acesso a seus dados bancários. Pois a ideia saiu do campo da imaginação e está sendo colocada em prática pelo Halifaz Bank, do Reino Unido. O banco está testando pulseiras eletrônicas, chamadas Nymi Band, que usam os batimentos cardíacos dos clientes para verificar suas identidades, em um esforço para manter as contas mais protegidas de ataques kackers.

Veja também: Spy Banker domina navegadores e infecta sites no Brasil

A tecnologia utiliza uma pulseira que mede o ritmo cardíaco para verificar quem somos. Ela se conecta aos dispositivos via bluetooth. Em primeiro lugar, o usuário precisa gravar seu padrão de batimento, sob a forma de um ECG (eletrocardiograma). A partir de então, o ECG é armazenado na pulseira.

Com tudo conectado, o usuário abre o aplicativo do banco. É aí que o app localiza a pulseira via bluetooth. Um conjunto de sensores detecta se o usuário ainda está usando o app, que é fechado se o seu batimento cardíaco não for reconhecido.

O Halifax acredita que esta tecnologia é melhor do que o reconhecimento da íris, já que os batimentos cardíacos não podem ser falsificados. O banco já está pedindo a alguns clientes que comecem a experimentar as novas pulseiras quando fizerem login em suas contas bancárias.