rp_internet-3g-martphone_2014-08-27.jpg

Como economizar a internet 3G e utilizá-la o mês inteiro

Forma correta de economizar para não estourar seu limite nem ver sua velocidade ser reduzida ou até ficar sem conexão de internet móvel

O serviço de internet no Brasil não é bom, e os consumidores precisam se virar para lidar com as conexões falhas na maioria do tempo. Os planos de dados pré e pós-pagos são as opções para dispositivos móveis, mas esses quase sempre deixam o usuário na mão, especialmente se ele não souber usar da forma correta e economizar para não estourar seu limite e ver sua velocidade ser reduzida ou até ficar sem conexão.

Muitos desses pacotes oferecem cerca de 100MB de navegação, e se o usuário não desgruda do tablet ou do smartphone, provavelmente já teve surpresas desagradáveis na conta no fim do mês, ou ficou sem créditos de uma hora para outra. As operadoras cobram entre R$ 0,10 e R$ 0,55 por megabyte excedente. Para evitar que isso aconteça, separamos dicas para economizar a sua internet 3G, sem deixar de usar o seu dispositivo.

Um plano de dados é um contrato para utilizar a rede 3G, que dá acesso à internet móvel. É importante diferenciar esse tipo de serviço do Wi-Fi, que é uma conexão à internet sem fio utilizada via roteador. O 3G usa antenas de celular para disseminação dos dados.

Verifique se a sua operadora oferece ferramentas online para monitorar o uso da internet móvel, como disponibilizar em seu site o saldo atual, o volume de dados consumidos até o momento e a franquia restante. Isso fará você ter maior controle sobre os gastos. Feito isso, o resto é com você. Portanto, fique ligado nas dicas:

Escolha bem o navegador

Se você costuma acessar muitas páginas de internet no seu aparelho, é recomendável instalar navegadores leves, como o Opera Mini. Ele comprime os dados recebidos e enviados para a web e, por isso, consome menos megabytes de internet.

Desligar a internet é preciso!

Sempre que você não estiver usando a conexão, desative o seu 3G. Mesmo em espera, os aplicativos do celular ou tablet ficarão sincronizados com redes sociais, e-mails, entre outros. Com isso você utilizará menos o seu plano de dados. Para desabilitar a internet no sistema Android, basta segurar o botão que desliga o aparelho e selecionar a opção referente à internet. Também é possível baixar na Google Play o aplicativo APN Brasil e clicar em desativar internet.

Diga não ao streaming

Alguns hábitos comuns como ouvir músicas em streaming (direto da internet, sem fazer o download) ou rádios online, ao invés de utilizar a memória do telefone, podem resultar em surpresas na conta. O ideal é copiar as músicas para um cartão de memória ou armazená-las no próprio aparelho.

Uma dica para quem não quer abrir mão da praticidade do streaming é diminuir a qualidade de transmissão de áudio para economizar os dados. Por exemplo, se a rádio online que costuma escutar tem a opção de múltiplas qualidades de transmissão, prefira a baixa (geralmente de 32kb/s).

Apps ajudam no controle

Existem alguns aplicativos que ajudam na hora de controlar os gastos com a internet, a maioria com opções gratuitas. Para o Android existe o PSafe Total Android e Watchdog. O iPhone já possui uma ferramenta nativa que exibe os gastos de internet móvel. Mas o usuário terá que fazer as contas manualmente. Além do mais, não há alertas nem medição de consumo por período. Entre as melhores opções para o gadget estão DataMan e o Data Usage.

Desligue a geolocalização

Serviços com geolocalização, como Google Latitude ou Instagram, continuam usando o seu 3G e são vilões no consumo. Mesmo quando o celular está em espera (a menos que se desligue a internet do aparelho), você estará gastando. Para habilitar ou desativar os dados em segundo plano, vá em Configurações/Contas e sincronização, e marque a opção desejada.

Modere o uso do GPS

Usar o GPS também exige muito da sua internet 3G, já que o tráfego desse recurso é intenso. A versão do Google Maps para Android tem navegação de rota por voz, informativo de trânsito e até o avançado Street View. Existem duas maneiras para economizar. Uma delas é usar o Google Maps sem 3G no iPhone (os celulares Android têm essa funcionalidade nativa) ou testar versões que guardem os mapas na memória do telefone.

Use e abuse do Wi-Fi

Sempre que puder, se conecte a uma rede Wi-Fi. Muitos restaurantes, empresas e universidades oferecem internet sem fio aberta. Então, aproveite! Mas, vale lembrar que não é recomendável utilizar aplicativos bancários ou fazer qualquer tipo de transação monetária em uma rede aberta não confiável. Nesse caso, use o 3G.

Parar encontrar pontos de conexão gratuitos e descobrir suas senhas, uma boa pedida é o aplicativo Madic Magic, que compartilha informações que os próprios usuários compartilham na rede. Ele vai lhe indicar o melhor caminho para conectar-se à internet.

 

Evite a utilização do Flash Player

Esta vale para os usuários de Android, já que no iOS não roda o Flash. Ele deixa a internet realmente mais bela, só que os arquivos que carrega para mostrar o conteúdo são grandes. A dica é não instalar o Flash, já que a maioria dos sites possui uma versão móvel ou a linguagem HTML 5, padrão aceito em todos os smartphones e de menor consumo de dados.

Além de aplicar todas essas dicas, é preciso escolher um plano que esteja de acordo com o seu uso. Se você quer usar vários recursos e ter seus e-mails sincronizados o tempo todo, procure um plano grande (acima de 500 MB). Isso diminui o risco de ter a velocidade diminuída ou receber uma cobrança extra no final do mês. Os planos maiores também têm um valor menor por megabyte trafegado. Quem tem disciplina para usar as aplicações de alto consumo de dados via Wi-Fi pode contratar um plano de dados menor, abaixo dos 250 MB.