rp_senhas-seguras_2014-06-17.jpg

Crie senhas mais fortes e memorize!

Nesse post, demos dicas de como criar senhas fortes para suas contas de e-mail, redes sociais, etc. Aprenda também como memorizá-las aqui.

Um dos maiores tormentos na vida de boa parte da população é memorizar senhas de bancos, de internet banking, de e-mails, de redes sociais, sites de compras, entre outros. Por isso, boa parte das pessoas opta por usar a mesma sequência para todos os serviços. Isto garante que a senha não será esquecida. No entanto, expõe o usuário a riscos caso a senha seja descoberta.

Algumas dicas podem ajudar a não esquecer suas senha e reduzir problemas e dores de cabeça com tentativas de recuperação. O primeiro passo é garantir que a senha seja minimamente segura.

Pesquisa da revista Businessweek, feita a partir de relatórios de empresas de tecnologia e segurança, apontou que uma senha com seis letras minúsculas é quebrada por um hacker em apenas 10 minutos. Se a sequência tiver também letras maiúsculas, o tempo pula para 10 horas. Incluindo letras e números, o hacker precisará de 18 dias. Por outro lado, uma senha com oito caracteres que inclua letras e números demorará 463 anos para ser descoberta por um hacker a partir de softwares de adivinhação randômica.

Por isso é preciso elaborar senhas que contenham entre oito e 10 caracteres. Isto acontece porque, em geral, as senhas são guardadas em blocos de sete caracteres. Senhas maiores, portanto, dificultam a vida dos hackers, pois estarão divididas em dois blocos. 

Dicas de senhas seguras

Criar senhas alfanuméricas, ou seja, que contenham letras, símbolos e números é recomendável. O usuário pode substituir a letra “A” pelo número “4” ou pelo símbolo “@”. A letra “E” pode se tornar o número “3”. A letra “i” se transforma no número “1” ou no sinal de exclamação “!”. É recomendado ainda utilizar letras minúsculas e maiúsculas. Por exemplo, D@n13L4, P3dr0, R0g3R!0 ou P4Tr1C!@.

Outro conselho é utilizar a senha pelo menos uma vez por semana formando uma memória de longo prazo. Para facilitar a memorização, é possível também fazer sequências com números que o usuário utilize no seu dia a dia. Por exemplo, os números do vestuário para camisa, calça e sapatos podem ajudar a definir uma senha. Uma sequência também pode ser criada pelo número formado a partir dos horários do café da manha, almoço e janta.

Outra dica pode ser abreviar frases desde que não sejam muito óbvias. O usuário pode escolher o verso de um ditado popular ou o título da música preferida e utilizar a primeira letra ou sílaba de cada palavra para formar uma senha. Misturar as letras com números e símbolos fortalecerá a senha. 

Em último caso, existem os gerenciadores de senhas, através dos quais o usuário pode guardar todas as sequências e vai precisar memorizar apenas uma senha-mestra. No entanto, este tipo de ferramenta deixa o usuário em risco, uma vez que, caso a senha-mestra seja descoberta, as outras estarão expostas.