rp_blueetooth-smart_2014-11-28-20-00-54.jpg

Descubra qual é o futuro do Bluetooth

Muito usada no passado, a tecnologia Bluetooth perdeu muita utilidade nos últimos anos. Qual sera seu futuro agora?

Com a popularização dos smartphones, a tecnologia preferida para conexão entre dispositivos tem sido o Bluetooth. Fones sem fio, sistema de áudio de carros e troca de pequenos arquivos, como fotos e músicas. As possibilidades da tecnologia por proximidade são inúmeras, mas parear um aparelho ao outro nem sempre foi uma tarefa tão simples. No entanto, a adoção do Bluetooth 4.0 tem mudado este panorama. Saiba quais são as principais vantagens desta nova tecnologia.

Você tem percebido que cada vez mais aparelhos estão conectados? De relógios a fechaduras eletrônicas, hoje quase tudo pode ser smart. Isso só é possível graças ao Bluetooth 4.0. As versões mais antigas consumiam muita energia, o que acabava minando a bateria dos aparelhos. A tecnologia atual, também conhecida como Bluetooth Low Energy, foi otimizada para ter o mínimo de gasto energético.

Outra vantagem do Bluetooth 4.0 está no pareamento entre dispositivos. Ao invés de entrar nas configurações, fazer uma busca, escolher o aparelho que quer se conectar e digitar uma senha em comum, o Bluetooth 4.0 permite que aplicativos façam o trabalho árduo. Por isso que é muito mais fácil conectar um Moto 360 ou uma Fitbit em um smartphone, por exemplo.

Com as facilidades proporcionadas e por ser relativamente barato, o Bluetooth 4.0 tem sido apontado como o motor para expandir a internet das coisas. A indústria automobilística é outro setor que também pode ser beneficiado. Os cabos que levam algumas informações – como pressão e temperatura dos pneus, por exemplo – para o painel do carro, no fututro poderão ser substituídos pelos chips Bluetooth.

No entanto nem tudo são flores. O Bluetooth também apresenta algumas desvantagens. A principal está na distância de conexão entre os dispositivos. Em ambientes abertos eles podem trocar informações a até 18 metros. Mas em ambientes fechados, com muitas paredes e obstáculos, essa distância não passa de 5 metros.

A segurança também é uma questão importante. Alguns pesquisadores já apresentaram trabalhos onde conseguiram burlar o sistema de criptografia do Bluetooth 4.0. Por isso, outras tecnologias estão correndo por fora para se tornar o padrão para a troca de informações sem fio, como o Wi-Fi Direct, o ZigBee, o NFC e o NearBytes.