Facebook pode ser responsável pelo estresse de adolescentes

Pesquisadores analisaram o nível de hormônio do estresse em jovens ativos no Facebook e o resultado é surpreendente.

Abrir as redes sociais e se deparar com as viagens de amigos, almoços saborosos e aquele casal feliz já deixa algumas pessoas chateadas. Mas não é só o fato da grama do vizinho ser mais verde no Facebook que faz com que os jovens fiquem mais estressados.

Uma pesquisa da Universidade de Montreal comprovou que ter mais de 300 amigos no Facebook pode aumentar o nível de cortisol no corpo, hormônio responsável pelo estresse. O teste foi realizado em 88 jovens que tinham entre 12 e 17 anos. Os pesquisadores perguntaram quantas vezes ao dia os adolescentes acessavam as redes sociais e começaram a verificar diariamente o nível de cortisol dos participantes de acordo com o número respondido.

No resultado, os adolescentes que possuíam mais amigos na rede social tinham níveis mais altos de cortisol, enquanto este número diminuía para os que possuíam menos relações no site. Os pesquisadores salientaram que outros fatores como o convívio escolar, familiar e situações adversas podem alterar o resultado da pesquisa.

Mas tudo isso é um alerta. Para muitos, estar conectado traz um bem estar e a sensação de informação constante. Porém, tantas notificações e uma imagem diferente da vida real podem causar emoções que prejudicam a saúde.