Golpe do suporte técnico faz vítimas entre usuários de smartphones

Você já ouviu falar no golpe do suporte técnico? A prática já realizou diversas vítimas e acontece quando um suposto técnico liga para o usuário pedindo várias informações […]

Você já ouviu falar no golpe do suporte técnico? A prática já realizou diversas vítimas e acontece quando um suposto técnico liga para o usuário pedindo várias informações pessoais. Agora, este golpe também está sendo praticado contra usuários de smartphones e tablets, além de continuar atacando usuários de Windows e Mac. 

 

Como funciona o golpe

O golpe funciona de maneira bastante simples. Os criminosos realizam uma chamada para a vítima, apresentando-se como especialistas, e convencem as vítimas a revelarem dados pessoais, a pagarem por serviços desnecessários, instalarem softwares fraudulentos nos smartphones e tablets, a fornecerem dados do cartão de crédito, etc.

Esta ligação não foi solicitada pelo usuário; no entanto, a justificativa é de que foi identificado mau funcionamento do dispositivo. Com domínio de linguagem técnica e abusando do desconhecimento do usuário, os criminosos acabam fazendo muitas vítimas na web.

Outro tipo de contato realizado com futuras vítimas é a utilização de propaganda online. Ao realizar uma pesquisa para procurar suporte técnico para o aparelho, o usuário irá se deparar com vários anúncios de empresas fraudulentas que oferecem este serviço. Assim, acaba sendo enganado sem perceber.

Ao entrar em contato, o usuário é instruído pelo golpista a conectar o telefone ou tablet ao computador, além de também solicitar que instale um software de acesso remoto ao PC. Com isso, ele terá acesso total ao computador e ao dispositivo móvel, podendo instalar malwares, deixando o computador mais vulnerável. Por fim, o criminoso ainda poderá exibir relatórios com supostos problemas técnicos e irá cobrar pelos serviços, sendo que não há problema nenhum. 

Como se proteger

Confira alguns passos para se proteger:

  • Não ceda o controle do seu computador a estranhos, apenas para empresas credenciadas e nas quais você confie, como a PSafe;
  • Evite comprar serviços de suporte técnico por telefone. Se isso for necessário, certifique-se de que a empresa é confiável;
  • Verifique se o PSafe Antivirus está corretamente instalado no PC. Para saber isso, basta verificar se há o ícone do programa na área de trabalho do computador e abrir a tela do PSafe Antivirus;
  • Para os usuários de smartphones com sistema operacional Android, a PSafe recomenda a instalação do Psafe Suite Android, que é gratuito e aumenta a segurança de seu dispositivo;
  • Caso algum cibercriminoso entre em contato com você, denuncie para as autoridades locais responsáveis. Você pode denunciar para a Polícia Federal ou para a Polícia Civil, através de um boletim de ocorrência, e também para o Centro de Estudos, Reposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (Cert.br) por meio dos seguintes e-mails: crime.internet@dpf.gov.br ou mail-abuse@cert.br.