Conheça o tablet 3D da Google que mapeia território

A mais nova tecnologia lançada pela Google é um tablet com a capacidade de criar mapas de territórios em 3D. Veja como funciona o projeto nesse post.

A gigante Google não para de apresentar novidades ao mercado tecnológico. No início deste mês, a empresa lançou um tablet capaz de construir mapas em 3D do ambiente ao redor, com as características do espaço e do movimento.

O aparelho faz parte do kit de desenvolvimento do Projeto Tango, da mesma área da empresa que cria o celular “desmontável” Ara. O produto, por enquanto, foi criado apenas para desenvolvedores.

O objetivo do Projeto Tango é dar aos dispositivos móveis uma compreensão em escala humana de espaço e movimento. Nossa equipe trabalhou com universidades, laboratórios de pesquisa e parceiros industriais em nove países ao redor do mundo para se atualizar na última década de pesquisas em robótica e visão computacional, concentrando esta tecnologia em um único dispositivo móvel”, disse Johnny Lee, membro da equipe de criação, em um site dedicado ao projeto.

O propósito é colocar na mão dos programadores um aparelho que consiga captar o mundo com todas as suas dimensões e profundidades para criar aplicativos que levem essas peculiaridades para a tela, facilitando assim a vida dos usuários.

O kit de desenvolvimento do projeto Tango contém um tablet de 7 polegadas equipado com o processador Nvidia Tegra K1, com 4 GB de memória RAM, capacidade de armazenamento de 128 GB, câmera que rastreia e capta movimentos, com sensor de profundidade integrado.

Tudo isso rodará no sistema operacional Andoid. Esse kit pode ser usado para fazer aplicativos dotados de movimento tridimensional e tem capacidade de reconhecer superfícies de coisas próximas, de acordo com informações da Google.

 

A empresa já havia mostrado o protótipo de telefone do Projeto Tango com as mesmas capacidades. Um vídeo mostra como os celulares ou tablets do programa conseguem fazer mapeamento em 3D.

Apesar de produções neste sentido ainda estarem engatinhando, a corrida para criar o “killer app” para a construção e visualização de ambientes em 3D está acelerando.

O Facebook, por exemplo, já investiu cerca de US$ 2 bilhões (R$ 4,4 bilhões) em pesquisas e projetos. Enquanto isso, os desenvolvedores vão testando o tablet que promete revolucionar o mercado. Os consumidores comuns o aguardam ansiosamente.