rp_1_2015-03-03-17-33-29.jpg

HTTP/2: Internet mais rápida

Primeira atualização em 15 anos deixará a experiência de navegar na internet mais rápida e segura.

HTTP é o protocolo pelo qual os navegadores se comunicam com os servidores web para liberar o acesso ao site. Ele existe desde que a internet foi criada, em 1991, com somente uma atualização em 1999. Este mês foi anunciado o lançamento do HTTP/2, a primeira grande atualização em 15 anos.

HTTP 1.1

A versão que utilizamos (HTTP 1.1) foi criada em 1999 e é um protocolo simples criado para uma internet simples, mas a internet sofreu muitas mudanças nos últimos anos, como uso de Java, Flash, Anúncios e outros.

Os sites de hoje geram solicitação de textos, imagens, vídeos, anúncios e outros. Tudo isso aumenta o tempo de carregamento da página, uma vez que o HTTP 1.1 só suporta uma solicitação por vez. Essa lentidão é mais percebida quando se navega por dispositivos móveis.

SPDY

O SPDY (se pronuncia “ispidi”) é um protocolo desenvolvido pelo Google em 2009 para lidar com as 40 mil pesquisas por segundo que são realizadas todos os dias. Ele otimiza o HTTP e foi criado para uso interno, mas logo outros sites que trabalham grande volume de dados, como Twitter, Facebook e WordPress, implementaram-no. Recentemente, o Google anunciou que deixará de usar o PSDY em favor do HTTP/2, com lançamento em breve.

HTTP/2

O SPDY chamou a atenção do IETF (Internet Engineering Task Force) que decidiu, em 2012, utilizá-lo como base do HTTP/2. O IETF é um grupo de trabalho aberto que desenvolve e promove padrões para a internet há mais de 30 anos.

A atualização é um protocolo binário que permite uma transmissão mais rápida e mais compacta. Enquanto seu antecessor tem 4 diferentes formas de tratar a mensagem, o HTTP/2 tem somente 1. Com ele, a experiência no navegador será melhor, com um tempo de resposta menor.

O protocolo permite cabeçalhos comprimidos, transmissão simultânea de sinais através de um único canal e definição de prioridades, além ser mais seguro. Ele também melhora a experiência de navegação em dispositivos móveis.

As últimas versões dos navegadores mais utilizados (Firefox v36, Chrome v40 e Explore v11) já suportam o HTTP/2. No Chrome e no Firefox foi decidido que o HTTP/2 só será utilizado em conexões criptografadas (SSL), dando mais força à iniciativa Let’s Encrypt (Vamos Criptografar!).