rp_drones-entrega_2014-07-15.jpg

Nove coisas que você nem desconfia que os drones já podem fazer

Os drones viraram febre e vieram para ficar. Conheça nove usos inovadores dos drones ao redor do mundo. Você vai se surpreender!

Conhecidos por sua participação em operações militares do governo americano, os drones invadem o universo empresarial. As cifras movimentadas pelas máquinas voadoras civis impressionam. No ano passado, foram US$ 5,2 bilhões em todo o mundo, segundo cálculos da consultoria americana Teal Group, especializada na indústria aeroespecial. Em dez anos, esse mercado deve mais do que dobrar, atingindo US$ 11,2 bilhões.

drone entregas

Confira como os drones estão sendo utilizados em todo o mundo, inclusive no Brasil, de forma criativa e inusitada:

 

1 – Entrega de livros

Na Austrália, um dos países mais avançados quando o assunto é a regulamentação do uso comercial de drones, uma startup chamada Flirtey está aproveitando para usá-los na entrega de livros. Os clientes fazem pedidos via aplicativo e o drone leva a encomenda ao destino solicitado. De acordo com a empresa, pedidos feitos na cidade de Sidney são entregues no mesmo dia.

 

2 – Arqueologia

Uma equipe de arqueólogos descobriu estruturas que podem ser de uma antiga aldeia indígena no Novo México. O achado foi feito com a utilização de drones equipados com câmeras de detecção de calor. As imagens térmicas permitem que pesquisadores vejam debaixo do chão do deserto, ajudando a localizar as estruturas enterradas.

drone utilizado pela arqueologia no México

3- Agricultura

No Japão, drones de estilo helicóptero projetados pela Yamaha Motor Company estão servindo para reduzir os custos operacionais em fazendas de trabalho desde o início da década de 90. Os drones RMAX, controlados por rádio, são utilizados para pulverizar plantações com fertilizantes e pesticidas.

Já uma equipe de pesquisadores da Universidade Católica do Peru está desenvolvendo modelos de drones que ajudarão cientistas e agricultores de diferentes formas. Os primeiros poderão utilizar os aviões-robôs para conhecer melhor um terreno e suas características. Já os outros poderão usá-los para a coleta de informações sobre a saúde de plantas.

 

drone utilizado em plantações japonesas

 

4 – Filmar desfiles de moda

Pequenos drones foram utilizados durante um desfile na Semana de Moda de Milão, na Itália. A iniciativa foi da famosa marca Fendi, que usou três aeronaves pilotadas à distância para filmar seu desfile de outono-inverno 2014-2015 na cidade milanesa. Os pequenos discos sobrevoavam a passarela, incomodando algumas pessoas da plateia, enquanto outros elogiaram a inovação.

 

 

5 – Salvar vidas

Uma empresa alemã, fabricante de desfibriladores, está testando drones para agilizar o atendimento de pessoas com problemas cardíacos em lugares remotos. Um drone é capaz de atingir a velocidade de 70 km/h. Seu raio de ação, contudo, é de apenas 15 quilômetros.

6 – Filmar protestos

Durante as manifestações em São Paulo, em julho de 2013, o jornal Folha de S.Paulo usou drones em vez de helicópteros para filmar os protestos nas ruas da cidade.

 

 

7 – Acompanhar o filho até o ônibus escolar

Paul Walich, editor do site IEEE Spectrum, caminhava 800 metros diariamente para levar seu filho até o ônibus escolar e retornar para casa. Um dia, resolveu construir um drone capaz de fazer isso por ele. O aparelho conta com GPS, bússola e entrada para cartão micro SD. O monitoramento de vídeo é feito a partir de um smartphone acoplado ao aparelho, que transmite diretamente para seu computador via streaming.

 

8 – Pedido de casamento

Em São Francisco, um americano aproveitou a ajuda de um drone para pedir a namorada em casamento. Grávida, ela estava sendo fotografada por ele no momento em que um drone se aproxima. Sem saber direito do que se tratava, a jovem aceitou o criativo pedido.

 

 

9 – Serviços de delivery de comida e atendimento em restaurantes

Os drones vêm conquistando cada vez mais lugar dentro do ramo de delivery. Na Inglaterra, a rede de pizzarias Domino’s está testando o drone, apelidado de “Domicopter”, como forma de agilizar a entrega de pizzas na região.

Ainda em solo inglês, a rede de restaurantes YO! resolveu usar um drone chamado iTray para entregar pedidos nas mesas. O aparelho é controlado via iPad e conectado ao tablet por wi-fi.

Durante um festival este ano na África do Sul, os espectadores tiveram suas cervejas entregues por drones. As latas ficavam presas a uma bandeja e “pousavam” sobre o público com a ajuda de pequenos paraquedas. O pedido era realizado via aplicativo para smartphones.

Aqui no Brasil também há iniciativas parecidas. A franquia de padarias drive-thru Pão To Go, em São Carlos, interior de São Paulo, começou a testar em março a entrega de pão francês e outros produtos por drones. Cada avião não-tripulado tem capacidade para carregar até 3,5 kg de carga e custa cerca de R$ 6 mil. Na fase de testes, as entregas estão sendo feitas num raio de 1 quilômetro da padaria.

Outro exemplo de delivery com drones vem da Califórnia, Estados Unidos. O Burrito Bomber promete “atacar” seus clientes, enviando para suas mãos uma unidade da iguaria mexicana muito popular entre os americanos. O pedido é feito via aplicativo em smartphone, que localiza o usuário e envia o burrito.