rp_facebook-privacidade_2014-06-02.jpg

Qual é a hora certa para seu filho usar o Facebook?

Saiba nesse post como monitorar a privacidade das postagens filho no Facebook e evitar que ele fique exposto aos perigos da rede.

A rede social já conta com sua política de restrição de idade de usuários, mas é cada vez mais comum que, ao nascer, a pessoa ganhe um perfil na rede, abastecido por seus pais. Então, quando passar o bastão ao seu filho e deixa-lo assumir as rédeas de suas publicações online? Ou, quando deixar que o adolescente abra seu perfil online? E, ainda, como protegê-los das ameaças virtuais?

Primeiro, instrua sua filho a respeitar as regras de uso da rede social, respeitá-las irá contribuir para seu melhor uso e dará uma força à privacidade de seus posts. Por fim, assuma o comando e ensine-o a alterar as configurações de segurança e privacidade a fim de resguarda-lo das pragas online.

Visibilidade de posts

As configurações originais do Facebook, hoje, estão programadas para dar visibilidade de suas publicações apenas à sua lista de amigos, porém, quem já tem uma conta há algum tempo, deverá alterar esta opção para garantir privacidade, já que antes as configurações eram pré-determinadas para serem públicas.

Configurações de privacidade

Tenha atenção às configurações e reveja quem pode ver suas mensagens e imagens, quem pode fazer contato com você e como bloquear assédio de terceiros na rede. Para isso, acesse as ‘Configurações’ no canto superior direito, depois marque ‘Privacidade’.

Nunca deixe as opções para seu filho marcadas como ‘Pública’, o menor grau de proteção que deve-se adotar com menores é marcar apenas para ‘Amigos’. Você ainda pode categorizar os seus amigos em grupos e selecionar a visibilidade apenas para um grupo seleto, mais próximo e confiável.

Outras configurações

Explore as Configurações para ver o que mais pode ser feito para evitar problemas de exposição desnecessária.

Ative a opção de autorizar marcações no seu nome, assim você pode decidir o que aparece e o que não aparece em sua timelime produzido por terceiros.

Limite também quem pode fazer pedido de amizade ao dono da conta, escolhendo a opção apenas amigos de amigos e não pública.

Por fim, ensine-o a bloquear pessoas. Assim, ele saberá eliminar da sua vida online, pessoas que praticam bullying na rede ou o incomodam de alguma maneira.

Invista tempo para criar estas configurações iniciais para liberar o uso da rede para seu filho. Pode tomar um pouco de tempo, mas garantirá a ele maior proteção no Facebook.