scala

Scala: Entenda o código por trás do Twitter e do LinkedIn

Conheça um pouco do Scala, uma das linguagens de programação responsável pelo funcionamento de plataformas como Twitter e LinkedIn.

Já falamos aqui de diferentes linguagens de programação, mas você conhece o Scala? O nome é um acrônimo de “Scalable Language” (em tradução livre, linguagem escalável), porque Scala cresce com você.

O que é Scala

Scala é uma das linguagens de programação utilizadas por desenvolvedores para escrever o código por trás dos programas e apps que utilizamos. Essa linguagem é uma das responsáveis pelo funcionamento, e bugs, dos nossos amados programas e plataformas. Em relação ao funcionamento é bem parecido com o Java, sendo, inclusive, compatível com programas java já existentes.

Como funciona

Grandes empresas já utilizam essa linguagem, como Twitter, LinkedIn e Intel. Por ser concisa, flexível e poder ser combinada com outras linguagens, agiliza o trabalho dos desenvolvedores em programas mais complexos. Isso acontece porque o código gerado permite que muitos problemas possam ser detectados antes da plataforma ser implementada e entregue ao usuário. E hoje, agilidade e qualidade na entrega são primordiais.

Quem inventou

Martin Odersky é um cientista alemão e professor de programação na Suiça, especialista em análise de códigos e linguagens de programação. Odersky também fundou em 2011 uma empresa para promover e dar suporte ao Scala, a Typesafe Inc. Os interessados podem ter aulas gratuitas com ele através do Coursera. Ele ministra dois cursos na plataforma, o Princípios da Programação Funcional em Scala e o Princípios da Programação Reativa.

De acordo com a página oficial do Scala, programar com essa linguagem pode ser muito divertido. Afinal, permite que se entregue programas de forma rápida, utilizando pouco código, mas sem abrir mão da segurança e qualidade.