rp_sistemas-operacinaus_2014-07-17.jpg

Relembre os 12 Sistemas Operacionais que foram aposentados

Você certamente conhece sistemas operacionais como Android, iOS, Windows, MAC OS e Linux, mas será que se recorda dos que se perderam no caminho?

Você certamente conhece sistemas operacionais como Android, iOS, Windows, MAC OS e Linux. Mas, certamente não deve se recordar que outros tentaram competir com estes em algum momento. Na briga para controlar o mercado de dispositivos móveis, muitos ficaram para trás, não sendo capazes de competir com as gigantes Google, Apple e outras.

No mundo dos desktops, muitos sistemas não conseguiram sobreviver por causa da força da concorrência ou pela própria incapacidade técnica dos programas. O tempo também foi cruel com muitos deles.

Abaixo, você confere uma lista com os sistemas operacionais que não resistiram à concorrência e morreram no caminho:

 

Dispositivos móveis:

Palm OS

 

Foi um sistema operacional móvel criado para ser prático, funcional e mirava os executivos. Os aparelhos da Palm tinham teclado físico completo, projetado para responder e-mails com mais agilidade.

WebOS da HP

A empresa criou o WebOS como uma resposta ao iOS da Apple, para iPhone. O primeiro, lançado para o smartphone "Palm Pre", foi considerado uma das melhores alternativas para o iPhone na época. A HP então comprou a Palm (e o WebOS) por US$ 1,2 bilhão em 2010. Em 2011, a HP tentou fazer um smartphone e um tablet rodando o WebOS, mas ambos não encontraram sucesso. A HP então decidiu tornar o sistema operacional open source.

 

Nokia Symbian

 No início da era do smartphone, a Nokia lançou seus primeiros aparelhos de touchscreen com o sistema Symbian.  Em 2008, a empresa comprou a desenvolvedora do OS e o desenvolveu para ser a plataforma oficial da empresa. Ele já foi um dos sistemas operacionais móveis mais populares do mundo. Mas, chegou ao fim em janeiro de 2013. Atualmente, todos os dispositivos da Nokia executam o Windows Phone.

 

Maemo  

Desenvolvido pela Nokia em parceria com outras empresas, o sistema é baseado no Debian GNU/Linux e tira muito de sua interface, frameworks e bibliotecas do projeto GNOME, com suas transições baseadas na GTK Hildon.

 

Windows Mobile 6.5

 

 É um sistema antigo que a Microsoft resolveu arriscar no mundo móvel, lançando uma mini versão para celulares. Ele tentava ser um sistema bom e seguro para executivos, assim como o Blackberry, mas não conseguiu se manter com as inovações do tempo e com os sistemas lançados posteriormente.

 

Bada

Bada

Era conhecido como “o queridinho da Samsung”. Ele foi criado para substituir os velhos sistemas Java, que na época dominavam os aparelhos. Não durou muito tempo. Em fevereiro de 2013, a Samsung anunciou o fim do Bada. Por enquanto, a empresa adotou o Android como seu sistema preferido e trabalha no desenvolvimento do Tizen.

 

 

Sistemas para desktops que fracassaram:

Arthur

 Criado em 1987 em apenas cinco meses, pela empresa Acorn Computers, esse sistema foi usado em computadores da Acorn até que o RISC OS 2, muito superior, foi disponibilizado em 1989. O sistema operacional ainda está em uso, mas é difícil encontrar alguém que o utilize.

Inferno 

Trata-se de um sistema operacional open source, feito em 1996 pela Bell Labs e Vita Nuova. O Inferno roda diretamente em hardware nativo e também como uma aplicação. O nome foi inspirado no trabalho literário de Dante Alighieri, particularmente na Divina Comédia.

AmigaOS 

A empresa Commodore criou esse sistema de nome curioso em 1985. Na época, o computador Amiga era uma máquina à frente de seu tempo. Quando foi lançado, o seu ecrã era colorido (4096 cores, ou 12 bits por pixel, em modo HAM), tinha quatro canais com som estéreo, função multitarefa e chips customizados para acelerar o som e os gráficos. Relatos dão conta de que Steve Jobs estava extremamente preocupado com o Amiga, que acabou não vingando.

OS/2 

A Microsoft e a IBM se uniram, em 1985, para criar esse sistema operacional. Mas, quando o Windows 3 tornou-se um enorme sucesso, a parceria chegou ao fim, em 1990. Embora já não tenha mais o suporte da IBM, o sistema operacional ainda funciona em muitos caixas eletrônicos.

XTS-400 

Quando a BAE System lançou seu sistema, em 1992, tinha como objetivo aumentar a proteção do usuário. Com segurança multinível, multiusuário e multitarefa, ele ainda é usado em tecnologia militar.

MS-DOS 4.0 

O famoso programa da Microsoft, criado em 1981, foi usado durante muito tempo. Quem teve um PC da IBM na década de 80 e início de 90 deve se lembrar. A Microsoft comprou o sistema operacional chamado 86-DOS da Seattle Computer Products e o transformou em um sistema operacional para o novo PC Intel 8086. Ele foi rebatizado como MS-DOS e, finalmente, passou por oito versões antes que seu desenvolvimento parasse em 2000. 

O tiro no pé aconteceu na versão 4.0, já que o programa congelava diversas vezes e sem explicação. Os sistemas Windows Millenium, Windows 1.01 e Windows Vista também são exemplos que não agradaram ao usuário ou se mostraram ruins e com falhas.