tablet-barato-caro-hardware

Vale a pena comprar tablets baratos?

Comprar um tablet barato é necessariamente pior do que comprar um potente? Confira algumas considerações antes de adquirir seu novo dispositivo.

Você já ficou na dúvida se deveria investir muito dinheiro em um tablet com hardware mais potente ou economizar comprando um modelo barato? Não se preocupe, pois essa dúvida é extremamente comum entre os consumidores. Afinal, até que ponto um tablet mais simples é desperdício de dinheiro? Saiba alguns itens superimportantes para levar em consideração na hora de comprar um modelo novo!

Assim como em praticamente todos os produtos, tablets “populares” só existem porque há uma demanda para eles no mercado. Por isso, o que você precisa levar em consideração na hora de comprar um aparelho desses é se você se encaixa no perfil de consumidor para o qual ele foi fabricado.

Um exemplo? Reprodução de mídia. Se você é do tipo de pessoa que gosta de assistir Netflix no seu tablet, ouvir música no Spotify enquanto faz as tarefas da casa e armazenar suas fotos em redes sociais, um tablet mais simples pode cumprir bem suas exigências. Como esses serviços demandam apenas conexão de internet, o hardware do aparelho é muito pouco utilizado para a execução. Porém, se você prefere a garantia de ter filmes baixados, músicas pessoais e fotos salvas no dispositivo, talvez eles não sejam a melhor opção. Tablets baratos geralmente possuem pouco espaço de armazenamento e isso pode acabar sendo um problema no futuro.

Falando em armazenamento, outro aspecto da sua usabilidade que você deve colocar na balança é a quantidade de apps que costuma utilizar. A lógica é simples: quanto mais aplicativos no tablet, maior memória utilizada e maior processamento necessário. Se você gosta de ficar por dentro das novidades e testar tudo o que vira febre na internet, eles não são nada recomendados. Mas, se as funções básicas do dia-a-dia são as suas únicas necessidades, vale a pena considerar um tablet popular.

A autonomia de bateria também é uma característica bastante importante. Tablets baratos e com hardwares mais simples geralmente não possuem uma autonomia muito grande. Portanto, se você usa ele para viajar e resolver questões profissionais longe de casa ou escritório, o ideal é gastar um pouco mais de dinheiro e adquirir um produto de maior qualidade. Agora, se a maioria das suas tarefas são executadas em casa ou em locais próximos do carregador, a bateria não é nenhum obstáculo na escolha de um dispositivo mais simples.

Por isso, fique atento nas suas exigências pessoais e avalie bem o produto na hora da compra. Às vezes o que você procura não necessariamente é o aparelho mais potente do mercado. Gostou? Deixe nos comentários as principais atividades que você executa nos tablets.