rp_android-multi-plataforma_2014-07-15.jpg

O OS Android agora é compatível com todas as plataformas

A invasão do Android está acontecendo em diversos aparelhos e plataformas, com o Google expandindo cada vez mais suas fronteiras tecnológicas.

Android multi-plataforma

A invasão do Android está acontecendo em diversos aparelhos e plataformas, com o Google expandindo suas fronteiras tecnológicas cada vez mais. O sistema operacional está em smartphones e tablets, notebooks, TVs e relógios.

Vice-presidente do Android, o indiano Sundar Pichai disse recentemente que a empresa pretende disponibilizar APIs para qualquer sensor que exista nos dispositivos hoje em dia. A ideia é conectar o Android em vários níveis e levá-lo a todos os tipos de telas.

Abaixo você confere uma lista de dispositivos que já entraram no mundo do Android:

Android TV

A empresa de tecnologia está investindo na chamada Android TV. O objetivo, agora, é evitar o fracasso da Google TV de 2010. Dessa vez, o projeto sugere a disponibilização de games e serviços de vídeo online. Em vez do aparelho, um sistema operacional dentro da TV.

A integração de todos os serviços de streaming para vídeos online será disponibilizada assim que a nova plataforma do Google for lançada. Um dos pontos mais atrativos desse novo serviço será uma interface bastante leve, que permita a navegação pelos menus e todas as aplicações dos televisores Smart com mais simplicidade e fluidez.

Com a Android TV, os aparelhos passam a exibir os aplicativos em ícones individuais com apresentação de conteúdo na tela principal.  Esses ícones devem funcionar como blocos dinâmicos de apresentação de material e navegação, possibilitando a seleção de filmes, programas de TV e muitos outros tipos de mídia.

 

Notebooks

A empresa também quer que o Android domine os notebooks. Para isso, uma parceria com a HP foi firmada ano passado, com o objetivo de produzir computadores de baixo custo, focados na simplicidade e no armazenamento em nuvem.

Chromebook

Para cumprir a missão, o Google anunciou o Chromebook PC, que chega para melhorar as deficiências de seus antecessores e traz um design mais atraente e elegante.

Ele é equipado com um processador Samsung com tela de resolução 1.366 x 768 pixels, vista na maioria dos Chromebooks. O aparelho tem pouco menos de uma polegada de espessura. Dentro dele estão acoplados 2 GB de RAM e uma bateria com durabilidade de mais de 6 horas, um pouco menor do que os modelos produzidos por Dell e Acer.

O Chromebook PC chegará ao mercado em diferentes cores, sendo inicialmente disponibilizados os modelos em turquesa e branco. A HP informou que o aparelho vai custar US$ 249 no modelo com wi-fi. Uma versão com 3G está em produção.

 

Relógios

O Google anunciou, durante a sua conferência I/O 2014, o Android Wear, sistema operacional para os gadgets, que pretende dominar o mercado de relógios. E o começo é promissor.  Motorola e LG já anunciaram que vão lançar relógios com o Android Wear ainda em 2014.

Funcionando de forma integrada ao smartphone de seu dono, o Android Wear é compatível com comandos de voz e pode executar tarefas diretamente do pulso do usuário, como buscas na internet, registro de notas e ligações para contatos.

A partir da tela de toque dos relógios, os usuários também podem usar o sistema para ver notificações e controlar outros dispositivos remotamente. Também foram revelados aplicativos específicos para a plataforma, como o app de receitas Cooks e o de caronas Lyft.

Compatíveis com o Android Wear, os relógios inteligentes G Watch e o Gear Live já estão sendo vendidos nos Estados Unidos. O Moto 360 demorará um pouco mais para chegar aos consumidores: a previsão de lançamento é no verão americano.

 

Celulares

Apesar de dominar o mercado de smartphones (em 2013, 80% dos aparelhos do mundo tinham Android), o Google não está satisfeito. A companhia já apresentou o Android One, uma iniciativa que procura lançar no mercado smartphones de baixo custo com sistema operacional Android para controlar a expansão desses dispositivos nos países em desenvolvimento.

O Google, em cuja estratégia de futuro tem um papel destacado o mercado indiano, anunciou o lançamento dos primeiros telefones de baixo custo de Android One para o próximo outono (hemisfério norte) na Índia, onde já tem acordos com os fabricantes Karbonn, MicroMax e Spice para a produção de aparelhos.

Os primeiros modelos dos telefones de baixo custo de Android terão uma tela de 4,5 polegadas, rádio FM, cartão SD e atualizações automáticas do sistema operacional. Custarão menos de US$ 100.

Sundar Pichai ressaltou que a empresa já tem um bilhão de usuários diários de Android e o desafio agora é chegar ao bilhão seguinte com telefones mais acessíveis.