Dica: 4 plataformas gratuitas para criar seu blog hoje mesmo

E o que esperar de cada uma na hora de publicar o seu conteúdo

Se você sempre quis criar um blog para expressar suas ideias e compartilhar dicas, anotações, recortes ou seja lá o que for com o mundo, mas nunca soube muito bem por onde começar, leia este post. Nele, listamos dicas que quase ninguém dá sobre as quatro plataformas gratuitas mais populares da internet para quem quer criar e compartilhar conteúdo. Se você já tem a inspiração para escrever e só lhe faltavam umas indicações sobre onde fazer isso, divirta-se!

Leia mais: Bloqueio criativo? Com Flowstate, é escrever ou perder

WordPress

É de longe a plataforma mais popular do mundo. Tem um dos sistemas mais completos e simples de todos, que poupa você de quebrar a cabeça com detalhes técnicos, mas impõe algumas limitações. Se não quiser desembolsar uma graninha por um plano premium, por exemplo, você não vai poder personalizar muito o visual do blog e seus leitores vão ver alguns anúncios entre as postagens.

Além disso, se não quiser pagar nem mesmo por um pacote simples, o WordPress não vai permitir que você cadastre sequer um domínio personalizado comprado fora da plataforma. Ainda assim, é uma boa para quem quer criar conteúdo fácil de compartilhar e pronto para ser visualizado em qualquer tela, de celulares a PCs, pois os temas são praticamente todos responsivos.


 

Blogger

O Blogger é aquele cara que parou no tempo, mas que ainda tem lá as suas qualidades. Os temas são antiquados e não é possível alterar muito sua estrutura sem que você entenda um pouco de HTML, mas há mais deles (geralmente pagos, porém) disponíveis internet afora. Além disso, a plataforma não é a melhor solução para quem quer manter um padrão visual na hora de exibir o seu conteúdo em telas de tamanhos diferentes. Explicando: no celular, é provável que seu blog apareça diferente de como é no PC.

A grande vantagem é que, como só trabalha com o plano gratuito, o Blogger não obriga você a exibir anúncios entre as postagens nem cobra pelo cadastro de um domínio comprado fora da plataforma (ex.: seublog.com).


 

Medium

Este é o caçula da turma, mas um dos melhores. Foi feito para quem quer se preocupar menos com personalizações e mais com o conteúdo. Você pode ter o seu perfil pessoal, com posts, ou criar uma publicação, que deve girar em torno de um tema definido. As pessoas podem seguir você como numa rede social e, inclusive no Brasil, a comunidade do Medium é bastante movimentada, ou seja, há grandes chances de o seu conteúdo chegar a muitas pessoas, se for bom.

Escrever lá é fácil e as postagens têm um padrão visual bonito e organizado, criado para facilitar a leitura. É responsivo, ou seja, se adapta a qualquer tela, e também é gratuito.


 

Tumblr

O Tumblr começou como uma plataforma mais voltada para trabalhos visuais, mas hoje também abriga muitos blogs com conteúdo em texto. Só cobra algum valor se você quiser usar um tema premium, mas há muitos gratuitos e de qualidade, disponibilizados inclusive por designers independentes, e não só pelo próprio site.

Como no Blogger, ele não cobra nada para que você possa personalizar o seu domínio com um endereço comprado fora da plataforma. Apesar de simples e intuitivo, o sistema de publicação do Tumblr não é dos mais completos e não encoraja muito quem quer publicar grandes volumes de texto por lá. De qualquer forma, não deixe de experimentar para ter a sua própria opinião. 😉

E aí, você tem dicas que incluiria à nossa lista? Conte pra gente!