rp_orkut-fim_2014-07-09.jpg

Foi anunciado o fim do Orkut, veja como recuperar seus dados

Google anuncia fim do Orkut e usuários brasileiros criam petição para que empresa volte atrás. Aprende como recuperar seus dados que estão nessa rede.

A Google comunicou semana passada o encerramento das atividades do Orkut para o dia 30 de setembro de 2014. Desde o fim de junho novos perfis de usuários não estão sendo mais aceitos. A decisão chega quase ao mesmo tempo do anúncio da saída de Orkut Büyükkökten, o engenheiro turco que criou a rede, ocorrida há quatro meses. O baixo número de usuários ativos, a saída do engenheiro responsável (Orkut Büyükkökten) e o crescimento de outras redes sociais em todo o mundo são apontados como fatores determinantes para a decisão da Google.

A companhia já havia informado que será criado um arquivo com todas as comunidades públicas do Orkut disponível online a partir de 30 de setembro de 2014. Até lá, os usuários e proprietários poderão criar novos tópicos, comentar nos existentes e realizar pesquisas normalmente. Os membros também poderão excluir seus posts antigos que não queiram guardar no arquivo público no futuro. Uma parte das comunidades permanecerá “congelada” como um memorial para preservar uma era importante da internet brasileira da última década.

Como arquivar seus dados do Orkut

Os usuários antigos podem exportar seus álbuns de fotos para o Google Plus (ou Google +), a rede social da Google. É possível inclusive salvar no computador do usuário o perfil do Orkut, scraps, depoimentos e postagens em comunidades através do Google Takeout. Clique aqui e saiba como exportar seus álbuns de fotos para o Google Plus.

Usuários fazem abaixo-assinado para que Google desista de tirar o Orkut do ar

Petição de brasileiros pede para Orkut não acabar

Após o anúncio de que o Orkut sairá do ar a partir do dia 30 de setembro, usuários brasileiros da rede social fizeram um abaixo-assinado solicitando que a Google volte atrás na sua decisão. Lançado no dia 30 de junho, o manifesto contabilizava mais de 83 mil assinaturas até a noite de 7 de julho. O abaixo-assinado foi criado por meio do site Avaaz.org.  A meta é chegar a 100 mil assinaturas.

"Solicitamos ao Google que não encerre o Orkut e se isso não for possível solicitamos à empresa que ao menos preserve a principal característica que mantém essa rede social viva até hoje: o modelo de organização de fóruns em comunidades. Algo que não existe no Google Plus, cujas comunidades que existem se assemelham aos grupos do Facebook. Se o Orkut ainda teve algum movimento foi graças ao atual modelo de comunidades", diz o trecho final do manifesto. Até o momento, a Google não se pronunciou sobre o abaixo-assinado.