5 coisas que você precisa saber para não ter o celular hackeado

Conheça as medidas fundamentais para bloquear ataques de hackers no seu telefone

Hoje, o país tem 198 milhões de smartphones em uso. E, gostemos ou não, todos  podem ter o celular hackeado. A briga é de gato e rato, alertam os especialistas do DFNDR Lab, laboratório de segurança especializado no combate ao cibercrime.

A tecnologia avança, os hackers também; a tecnologia avança mais um pouco e os hackers tentam alcançá-la e assim sucessivamente. Daí a importância de adotar alguns cuidados fundamentais para estar sempre a frente nessa corrida.

O que fazer para não ter o celular hackeado

1. Mantenha o sistema operacional atualizado

Os hackers se aproveitam das deficiências das versões antigas do sistemas operacionais para atacar os celulares. Por isso, manter o Android atualizado é tão importante para garantir as correções de falhas de segurança e deixar o celular mais seguro.

2. Instale um antivírus no celular

Procure por um antivírus que ofereça proteção em tempo real contra ataques de hackers e outros intrusos e bloqueio automático de links e sites falsos ou com vírus. O DFNDR Security, além de gratuito, é a opção de segurança de mais de 21 milhões de usuários Android. Para baixar, é só clicar aqui.

Leia também: Como saber se o celular está com vírus

3. Cuidado com links compartilhados nas redes sociais

O DFNDR Security detecta, em média, 80 mil golpes de phishing por dia. Funciona assim: os hackers lançam um monte de iscas na internet e esperam pela “mordida”, ou seja, pelo clique no link malicioso.

Leia também: Como saber se um link é phishing

Qualquer pessoa por cair neste tipo de golpe, porque os links são, muitas vezes, compartilhadas inocentemente por contatos que o usuário já conhece e podem chegar por e-mails, Facebook, WhatsApp e SMS. A forma mais eficaz para se proteger, além do senso de julgamento, é manter um antivírus instalado no celular.

celular-hackeado-phishing
celular-hackeado-phishing-neymar

4. Antes do download, cheque se o app é confiável

Faça o download de aplicativos somente de sites e fontes confiáveis, como a loja oficial do Android, o Google Play. Como o sistema do Google é menos rígido em relação à segurança, é recomendado sempre ler os comentários dos usuários na página e usar o antivírus do seu celular para conferir a legitimidade do app.

5. Use redes Wi-Fi seguras

Redes Wi-Fi públicas/desconhecidas, como as de shoppings, restaurantes ou rodoviárias, são muito mais vulneráveis ao ataque de hackers. Dê preferência a redes Wi-Fi com senhas ou ao 3G e 4G.

Seguindo as dicas do DFNDR Lab, com certeza você estará mais protegido contra hackers. Aproveite para contar nos comentários o que você já faz para se manter livre de ataques.