rp_virus-seguranca-digital-psafe-protege_2013-09-06.jpg

Vírus x worms: qual a diferença?

De maneira geral, todos falamos que o computador foi infectado por vírus. No entanto, existe uma série de outros tipos de ameaças, que são diferentes dos vírus e […]

De maneira geral, todos falamos que o computador foi infectado por vírus. No entanto, existe uma série de outros tipos de ameaças, que são diferentes dos vírus e causam males diversos. Uma destas ameaças é o worm, que consegue fazer a autorreplicação sem precisar fazer a infecção de outros arquivos. Quer conhecer melhor o que caracteriza cada uma dessas ameaças? É só conferir este texto do blog da PSafe.

Vírus

O vírus é um programa instalado no computador que consegue replicar, ou seja, espalha-se de um arquivo a outro do sistema, infectando o PC como um todo. Além disso, o vírus também consegue infectar outros computadores e pode ser programado para apagar dados ou até mesmo alterá-los, prejudicando os arquivos salvos.

Por isso, o mais importante para o vírus é manter-se não detectado, já que, assim, consegue infectar mais arquivos. Neste sentido, foi criado também o Vírus Stealth, um malware que evita a sua detecção através de técnicas de programação. Além disso, existem os chamados vírus metamórficos e polimórficos, que são executados e automaticamente conseguem transformar-se, adiando a detecção da ameaça pelo antivírus.

Worms

Já os worms são uma espécie de subconjunto dos vírus, porém eles contêm algumas diferenças fundamentais em relação aos vírus. Basicamente, um worm é um programa de computador que, como afirmamos anteriormente, consegue fazer a sua replicação sem infectar outros arquivos. A ideia dele é a de instalar-se a si mesmo uma vez apenas no PC e, a partir daí, o worm procura uma maneira de conseguir espalhar-se para outros computadores.

Outra diferença é que, ao invés de querer permanecer não detectado, o worm cria uma instância única do seu código e permanece sozinho, já que ele procura brechas no sistema operacional infectado e garante a sua supremacia, evitando a infecção de outra ameaça. Isso quer dizer que o worm é um arquivo separado, que não se adere a arquivos existentes (procedimento realizado pelo vírus).

Esta estratégia utilizada pelo worm facilita para que ele consiga se espalhar através de drives USB e até mesmo redes de computadores. Outra técnica utilizada pelos worms – e que é muito eficiente – é a distribuição de si mesmo através de e-mails, nos quais são criados anexos infectados. Estes e-mails são enviados para toda a lista de contatos da pessoa que teve o seu computador infectado – e a vítima nem sabe que isso está acontecendo.

Proteção

A dica para se proteger dos vírus e worms é a de manter o antivírus PSafe Antivirus instalado e funcionando adequadamente em seu PC. O antivírus PSafe Antivirus consegue detectar os dois tipos de ameaças e fará a remoção automática dos vírus e dos worms.

Manter a postura de segurança digital – de somente acessar sites e clicar em links confiáveis – também é crucial para ter o seu PC longe dessas pragas digitais.