Permissões de aplicativos sofrem mudança no Android 8 e 9

Novidade permite que você tenha maior controle do seu celular, além de economizar mais bateria.

A nova atualização do Android, o Android 9 Pie, já chegou a diversos modelos e marcas de celulares do mundo todo. Segundo o Google, a versão traz algumas melhorias na interface do sistema, além de funções exclusivas para seus usuários. Há, ainda, uma outra mudança com relação às permissões de aplicativos que solicitam rodar em segundo plano. Veja os detalhes!

Permissões de aplicativos

Para funcionar corretamente, alguns aplicativos podem solicitar permissões para acessar certas funcionalidades ou informações do seu celular. Mensageiros como o WhatsApp, por exemplo, solicitam acesso à câmera e microfone do seu Android para que você possa enviar áudios e fotos ao seus contatos. Sem a permissão concedida, você não conseguirá utilizar esse tipo de recurso.

Nas versões anteriores ao Android 6, todas as permissões que um determinado aplicativo precisava para funcionar eram solicitadas de uma vez só, no momento do download. Agora, elas são divididas por funções do app e só são solicitadas quando você acessa uma funcionalidade que precisa de permissão para rodar.

Leia mais: Como atualizar o Android com segurança

App em segundo plano

Apesar de ser uma permissão bastante comum, muitos usuários ainda não sabem exatamente o que significa um app em segundo plano. Jaison Erick, Gerente do dfndr security – aplicativo de segurança gratuito para Android -, esclarece que alguns apps oferecem recursos que precisam funcionar o tempo todo, mesmo que você não esteja com eles abertos no celular. Nesses casos, é solicitado a permissão para rodar em segundo plano.

“Algumas aplicações conseguem te ajudar mesmo sem você precisar interagir com elas. Posso citar o dfndr security como exemplo. Como grande parte das ameaças ao celular acontecem quando o usuário não está necessariamente com o dfndr security aberto, as funções Antivírus e Bloqueio de Hackers do aplicativo precisam estar sempre rodando em segundo plano para protegê-lo”, ressalta Erick.

Mudança nas permissões de aplicativos

O novo Android 9 traz uma alteração na permissão solicitada pelos apps para rodar em segundo plano. Agora, torna-se obrigatório que os aplicativos solicitem a permissão para rodar em segundo plano ao usuário por meio de uma tela padrão do Google. Na prática, ao baixar um app que rode em segundo plano, você verá a permissão abaixo:

permissoes-de-aplicativos

Erick explica que o principal motivo para a mudança é em razão ao uso ineficiente – de alguns apps – do recurso para rodar em segundo plano, que gerava um consumo excessivo da bateria do celular dos usuários.

“Todos os apps que precisam rodar em segundo plano terão que incluir a tela padrão de permissão do Google. O maior benefício que essa alteração na permissão traz é que, agora, o Google poderá desligar aqueles apps que o usuário não confia. Assim, você passará a ter maior controle do seu celular, além de evitar o gasto desnecessário de bateria”, completa o Gerente do dfndr security.

Vale destacar que essa alteração na permissão para rodar em segundo plano contempla, além do Android 9, os usuários do Android 8. Versões anteriores não serão afetadas. A mudança entrou em vigor no dia 1º de novembro. Dessa maneira, o Google não aceita mais atualizações de apps que não estejam de acordo com a nova regra.

Tenha cuidado ao conceder permissões

De modo geral, as permissões são importantes para garantir o bom funcionamento dos recursos disponibilizados pelos apps. Contudo, Fábio Reis, especialista em segurança do dfndr lab, laboratório de segurança digital, alerta para os apps mal-intencionados, que podem usar as permissões concedidas para ter acesso a dados pessoais, fotos e até monitorar remotamente o seu celular.

“Existem tipos de malwares, como o Spyware, que são conhecidos como espiões. Esse tipo de vírus pode acessar pastas de arquivos, fotos ou ver todas as conversas que você troca com seus contatos. As atualizações do Android dificultam que programas maliciosos consigam funcionar nos celulares. Mas, os hackers estão sempre sofisticando seus métodos de ataques para tentar burlar as barreiras de segurança do Android”, completa Reis.

Leia mais: Vírus no Android: 6 coisas que você precisa saber agora

Como se proteger

Sendo o especialista, com algumas dicas simples você consegue que apps e programas perigosos se instalem no seu celular:

1 – Evite baixar novos apps em fontes duvidosas. A forma mais segura de fazer um download é por meio da loja oficial do Google, a Play Store.

2 – Fique atento às permissões solicitadas pelos apps. Reis recomenda que você só conceda permissões que são, de fato, necessárias para o funcionamento do aplicativo ou de seus recursos.

3 – Mantenha um bom antivírus instalado no celular. O dfndr security, por exemplo, é capaz de fazer varreduras automáticas completas no seu telefone, além de detectar e remover ameaças instantaneamente. Ele também é o único app de segurança que oferece proteção em tempo real contra ataques dentro do WhatsApp, Messenger e SMS. Você pode baixar o dfndr security gratuitamente aqui.

4 – Atualize o seu Android, sempre que uma nova atualização estiver disponível. Assim, você garante todas as melhorias e benefícios da versão mais atual do sistema.

PUBLICIDADE

Proteção em segundos. Instale o dfndr security.