Como saber se meu e-mail foi hackeado

Suspeita que a sua conta foi invadida? Veja agora como saber se seu e-mail foi hackeado e saiba o que fazer para se proteger.

Já parou para pensar o quanto o e-mail é versátil? Para começar, ele é um dos principais meios de comunicação digital e qualquer pessoa pode criar uma conta pessoal gratuitamente. Além disso, o e-mail é a principal forma de acesso utilizada por sites e apps na internet. Redes sociais como o Facebook e Instagram, sites de compras e até a Google Play, por exemplo, solicitam o e-mail para criar logins e cadastrar seus usuários. Por essa razão, ele se tornou tão popular entre as pessoas e, também, entre os hackers.

Estratégia para hackear contas de e-mails

Casos de envolvendo e-mail hackeado são mais comuns do que você imagina. Frank Vieira, especialista em segurança do dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital, explica que o phishing é a prática mais usada para hackear uma conta de e-mail. De acordo com o Relatório da Segurança Digital no Brasil, produzido pelo dfndr lab, Phishing de e-mail foi a quarta categoria de golpe mais detectada no terceiro trimestre de 2018, com mais de 2,1 milhões de registros.

“Phishing são páginas falsas que induzem o usuário a fornecer dados sigilosos. Nesse caso específico, se o cibercriminoso estiver interessado em roubar contas de um provedor de e-mail como Gmail e Hotmail, por exemplo, ele criará um phishing idêntico ao servidor original para enganar vítima” esclarece Vieira.

De modo geral, esses phishings são campanhas falsas, contendo mensagens promocionais enganosas, que visam roubar credenciais de acesso, como logins e senhas das vítimas. “Para atacar, os hackers fazem o envio em massa dessas campanhas por meio de e-mail e SMS, com o intuito de atingir o maior número de usuários”, relata o especialista.

Riscos para os usuários

O e-mail é a “porta de entrada” para outros serviços na internet. Assim, caso a conta seja hackeada, o cibercriminoso conseguirá alterar a senha de praticamente todo serviço logado ao e-mail do usuário. Além disso, é comum que os hackers se aproveitem do acesso ao e-mail da vítima para se passar por ela e espalhar outros ciberataques a sua lista de contatos.

“Como os usuários costumam vincular o próprio celular à conta de e-mail, em caso de invasão, o criminoso poderá ter acesso a localização, fotos e arquivos confidenciais da pessoa”, completa Vieira.

Leia mais: Como compartilhar fotos íntimas com segurança

Como saber se meu e-mail foi hackeado

Se você já se perguntou “como saber se meu e-mail hackeado”, ficará feliz em saber que existem alguns sinais que podem indicar que sua conta foi comprometida:

Histórico de logins
Atualmente, quase todos os provedores de e-mail dispõem de histórico de login. Com ele, é possível monitorar se a sua conta está sendo acessada de um dispositivo desconhecido.

Registros de e-mails suspeitos
Verifique se a sua caixa de entrada e spam do e-mail contém mensagens que confirmem alterações de senhas ou registros em sites e apps que você não fez.

Mensagens enviadas
Veja o registro das últimas mensagens enviadas da sua conta e confira se há e-mails que não foram escritos por você.

Confira se suas credenciais vazaram
É possível verificar se dados pessoais como e-mail, senhas ou histórico de conversas já foram expostos na internet. O dfndr security, aplicativo de segurança, conta com a função Alerta de Roubo de Dados, que te informa se uma informação sigilosa vazou, quando aconteceu e como foi divulgada. O resultado é dado a partir de uma pesquisa completa feita no seu endereço de e-mail.

O dfndr security dispõe de mais de 20 ferramentas gratuitas de segurança, privacidade e performance. Há, ainda, a versão premium, que reúne mais 5 recursos exclusivos, como o Alerta de Roubo de Dados. Para experimentar o dfndr security premium, é só tocar aqui.

Instale o dfndr security.

Leia mais: O dfndr security premium é bom?

Meu e-mail foi hackeado. E agora?

Percebeu algum comportamento estranho na sua conta de e-mail? Frank Vieira recomenda algumas ações que você deve seguir:

1 – Realize o processo de troca de senha da sua conta imediatamente.

2 – Remova o acesso de todos os dispositivos conectados ao seu e-mail. Para isso, vá nas configurações da sua conta e procure por opções de Login e/ou Segurança. Qualquer pessoa logada em seu e-mail por outro celular ou computador será desconectada automaticamente.

3 – Ative a autenticação de dois fatores. Isso te ajudará a monitorar os acessos realizados no seu e-mail, além de garantir uma proteção extra para sua conta.

4 – Passe um antivírus no celular. Se o seu e-mail for vinculado ao celular, é essencial verificar a presença de vírus e malwares no aparelho. O dfndr security, por exemplo, é capaz de detectar e remover qualquer tipo de ameaça instalada no telefone, além de oferecer proteção em tempo real dentro de aplicativos de mensagens e navegadores. Toque aqui para baixar o dfndr security.

Instale o dfndr security.