Segurança de redes: veja como proteger seu Wi-Fi no home office

Confira a prévia do e-book "Melhorando a segurança de redes durante o home office", para ter mais proteção contra ciberataques e vazamentos.

A segurança de redesé uma enorme preocupação para as empresas, especialmente no home office. Afinal, de acordo com estudos da PSafe, 57% dos brasileiros não usam nenhuma proteção na sua rede Wi-Fi. Essa vulnerabilidade abre portas para invasores, podendo levar ao vazamento de dados e a golpes, como phishing e ransomware.

Este post é uma amostra de um e-book completo e gratuito em que você vai entender tudo sobre a segurança de redes e aprender algumas dicas, simples e práticas, para se defender. Assim, sua empresa se protege dos ciberataques e evita ter as suas informações expostas.

Continue lendo e confira!

O que é a vulnerabilidade de rede?

Como o nome indica, uma rede vulnerável é aquela que, por algum motivo, está exposta a um ataque ou a alguma invasão. Mas, o que isso significa exatamente? Abaixo, você conhece as principais vulnerabilidades de redes Wi-Fi ou a cabo, os testes que nossa solução de segurança, o dfndr enterprise, faz nas redes, além de possíveis respostas.

Verificação do DNS

Se você não conhece, o DNS é o Domain Name System, um sistema que ajuda a traduzir os endereços de IP para os nomes dos sites. Em certos casos, um hacker pode sequestrar o DNS, para redirecionar o tráfego para um IP que ele controla e roubar os dados. É uma vulnerabilidade do Wi-Fi que pode ser bem impactante.

Emilio Simoni, nosso especialista em cibersegurança e diretor do dfndr lab, explica melhor. “Imagine que a internet são as ruas de uma cidade e o DNS são as placas que indicam por onde você precisa ir. Porém, um criminoso trocou as placas, sem você saber. Nesse caso, existe o risco delas te levarem para um lugar bem perigoso”. É por isso que o dfndr enterprise verifica o DNS a cada 15 minutos.

Verificação de segurança do roteador

A verificação de segurança do roteador acontece a cada 7 dias. Na verdade, grande parte dos roteadores têm centenas de vulnerabilidades, mesmo quando atualizados frequentemente.

Simoni esclarece que uma das maiores vulnerabilidades é mais simples do que você imagina. “O maior problema para os roteadores são o login e a senha. Cada equipamento vem com uma senha padrão de fábrica, sendo que alguns podem vir sem senha, e a maioria das pessoas não se importa em mudar e nem mesmo sabe como”, afirma o diretor.

O que agrava ainda mais a situação é a facilidade para descobrir as senhas padrão. Na prática, os hackers já as conhecem e mesmo quando não, basta uma busca pelo modelo do equipamento que essa informação é encontrada. Na verificação do roteador, o dfndr enterprise investiga os seguintes pontos:

  • Força das senhas do roteador e do Wi-Fi;
  • Tipos de encriptação;
  • Identificação de IP;
  • Fabricante do roteador.

Reconhecimento de dispositivos na rede

Além da verificação no roteador, o dfndr enterprise também procura os dispositivos conectados. Para isso, o sistema automaticamente “varre” a rede para reconhecer tudo que está ligado a ela, procurando algo suspeito. Ter dispositivos estranhos conectados, potencializa qualquer vulnerabilidade da rede Wi-Fi, facilitando a interceptação das informações.

Quer conferir o resto do e-Book e descobrir como proteger as redes durante o home office?