Rede Wi-Fi sem senha é confiável?

Confira algumas dicas para prevenir ataques ao seu dispositivo quando se conectar a uma rede Wi-Fi sem senha ou aberta!

Atualmente, muitos estabelecimentos oferecem Wi-Fi gratuito e sem senha de acesso. No entanto, esse tipo de conexão traz um grande risco para os seus dados, uma vez que pessoas mal intencionadas, como hackers, conseguem livre acesso para mexer no seu celular sem que você perceba. Emilio Simoni, Diretor do dfndr lab – laboratório de segurança digital – explica que as redes Wi-Fi sem senha são mais vulneráveis a ação de hackers por possuírem menos camadas de segurança.

“Cibercriminosos são capazes de adulterar roteadores Wi-Fi, com ou sem senha, no entanto, as conexões sem senha são bem mais vulneráveis. Um dos perigos de acessar uma rede Wi-Fi corrompida é que os hackers poderão redirecionar os usuários a páginas falsas, onde podem roubar dados pessoais e de cartão de crédito das vítimas, além de conseguir transferir vírus e malwares ao seu dispositivo com mais facilidade”, alerta Simoni.

Como ficar protegido ao se conectar a uma rede Wi-Fi sem senha?

Algumas dicas podem ajudar a preservar sua segurança e privacidade ao conectar-se a uma rede Wi-Fi aberta e sem senha. Veja:

Não acesse bancos ou contas pessoais

Evite acessar sites em que você insere ou armazena dados pessoais é praticamente crucial durante o acesso a uma rede aberta. Por conta das grandes vulnerabilidades e falhas de segurança desse tipo de conexão, hackers podem facilmente monitorar as suas atividades e roubar informações e arquivos que julgar conveniente. Por isso, é recomendável preservar o acesso a sites de compras online, redes sociais, e-mails ou Internet banking apenas para o 3G/4G ou redes realmente protegidas.

Leia mais: Como baixar aplicativos no seu celular com segurança

Confirme se a rede é verdadeira

Fique atento se o Wi-Fi em que você está se conectando não é falso. Muitas vezes, hackers utilizam nomes de restaurantes ou outros estabelecimentos públicos para enganar os usuários. Assim, logo que você se conecta, ele já passa a monitorar suas atividades com intenção de sequestrar seus dados. Nesse caso, é sempre válido verificar com o local se realmente há internet disponível.

Instale um antivírus

É importante que o usuário tenha instalado um antivírus capaz de informar aos usuários imediatamente se a rede em que ele está se conectando é insegura. Um exemplo é o dfndr security, que possui a função “Wifi Check”, que verifica a segurança do DNS e da rede na qual você está conectado. Caso a rede seja insegura, você recebe um aviso como esse abaixo:

Ferramenta Wifi Check do dfndr security realizando análise Ferramenta Wifi Check do dfndr security detecta rede desprotegida

Mantenha o seu sistema operacional atualizado

Uma outra dica importante é manter sempre o seu sistema operacional atualizado. Os desenvolvedores responsáveis, com frequência, criam atualizações com foco na reparação de novas falhas de segurança. Com isso, será mais difícil um hacker, por exemplo, encontrar meios de explorar mais a fundo o seu dispositivo durante o acesso a uma rede Wi-Fi sem senha.

No caso do Android, para verificar se há novas atualizações, é só acessar Configurações > Sobre o telefone > Atualização do sistema.

Leia mais: Veja o que fazer caso você tenha seu roteador hackeado

*Texto publicado originalmente em 30 de outubro de 2015.

PUBLICIDADE

Proteção em segundos. Instale o dfndr security.