Novo golpe no WhatsApp promete benefício do PIS

Esquema identificado pelo dfndr lab teve mais de 200 mil detecções em apenas 24h

Logo após a liberação do sétimo lote do abono do PIS/Pasep, cibercriminosos começaram a espalhar links maliciosos usando o benefício como chamariz. Somente nas últimas 24 horas, mais de 200 mil detecções de acessos e compartilhamentos aos falsos links já foram realizadas pelo dfndr lab, laboratório especializado em cibersegurança. O novo golpe no WhatsApp está concentrado em quatro links maliciosos e segue em tendência de crescimento.

Leia mais: Golpe promete mostrar quem visitou seu Facebook

Como funciona o novo golpe no WhatsApp?

As páginas falsas supostamente oferecem a possibilidade do usuário consultar se tem direito a receber o abono do PIS/Pasep. O golpe é muito similar ao detectado em meados de 2018 pelo dfndr lab, que alcançou 3.2 milhões de detecções em poucos dias. Ao clicar em um dos links, o usuário acessa uma página na qual há um texto informando que a Caixa Econômica está liberando “PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 à 2018 no valor de R$ 1.223,20”. Logo em seguida, é incentivado a responder um questionário e, independente das respostas, é direcionado para uma página onde é incentivado a compartilhar o golpe com 30 amigos ou grupos do WhatsApp.

“Esse golpe se aproveita de um tema muito importante para milhões de brasileiros e por isso o número de pessoas atingidas tende a ser cada vez maior. É justamente por esse potencial de volume de acessos que o cibercriminoso direciona todos os que caem no golpe para uma página na qual gera ganhos financeiros ilegalmente por meio de publicidade. Contudo, o maior prejuízo é a desinformação de milhões de pessoas que precisam desse benefício e podem ser diretamente prejudicadas”, comenta Emilio Simoni, Diretor do dfndr lab.

Veja como são as páginas do golpe

Como se prevenir contra ameaças virtuais

Para não cair em golpes ou se tornar vítima de outras ameaças virtuais como essa, Simoni indica algumas dicas de segurança:

  1. Evite clicar em links desconhecidos, especialmente recebidos através de correntes no WhatsApp
  2. Desconfie de grandes ofertas e benefícios, e sempre cheque as informações em fontes de confiança
  3. Instale um antivírus no celular: Alguns aplicativos possuem função anti-phishing, como por exemplo o dfndr security, aplicativo de segurança gratuito para Android, que detecta links maliciosos acessados e recebidos no WhatsApp, Messenger, SMS e navegador. Toque aqui para instalar o dfndr security.

Instale o dfndr security.

Leia também: Como ignorar grupos no WhatsApp

PUBLICIDADE

Proteção em segundos. Instale o dfndr security.