Alerta! Hackers usam WhatsApp para espalhar falsa vaga de emprego em loja de chocolate

Golpe já afetou mais de 1,4 milhão de brasileiros nas últimas 24 horas; veja como a fraude funciona e saiba como se proteger

Hackers estão aproveitando a reputação de uma famosa rede de lojas de chocolates para espalhar um novo golpe. Dessa vez, eles prometem falsas vagas de emprego na Cacau Show com salários a partir de R$ 1.502. E novamente usam o WhatsApp para atingir mais pessoas. Em apenas 24 horas, mais de 1,4 milhão de bloqueios ao golpe foram realizados pelo dfndr security, único app de segurança com proteção em tempo real contra ataques no WhatsApp, Facebook e SMS.

Como o golpe do emprego na Cacau Show funciona

Para participar do falso processo seletivo, que chega através de um link no WhatsApp, o usuário deve fornecer espontaneamente informações pessoais (como nome, e-mail e cidade em que mora). Em seguida, a vítima deve compartilhar o link com 5 amigos ou 5 grupos no app para que a empresa consiga preencher todas as vagas disponíveis golpe.

Dentre as falsas opções de cargos estão: vendedor, auxiliar de limpeza, ajudantes de produção, embalador, auxiliar administrativo e jovem aprendiz.

“Acreditando que está se candidatando para uma oportunidade que poderá realocá-la no mercado de trabalho e ainda ajudar pessoas conhecidas que estão na mesma situação, a vítima acaba concedendo essas informações e compartilhando o golpe com seus contatos, o que que gera uma rápida disseminação da ameaça e coloca em risco os dados de milhares de usuários”, explica Emilio Simoni, Diretor do dfndr lab, laboratório especializado em cibercrime.

Leia também: 6 coisas que você precisa saber sobre vírus no Android

Ficar protegido contra golpes no WhatsApp é simples. E de graça!

Para evitar cair em falsas oportunidades de emprego e em outros golpes que circulam no WhatsApp, os especialistas do dfndr lab destacam a importância de checar se a informação e o link são verdadeiros antes mesmo de clicar.

E para isso você pode usar a ferramenta gratuita de análise de links do dfndr lab, que diz se um link é perigoso ou não em poucos segundos. Para usar, basta copiar o link suspeito e colar no campo indicado no site www.dfndrlab.com

Mantenha também um antivírus no celular. Dê preferência a um app que seja capaz de bloquear as ameaças em tempo real e fazer verificações automáticas, como o dfndr security.